Oi?

Enfim,
nu,
como vim.

Paulo Leminski

15 outubro 2005

Vai ter que Hezbollah

Quando éramos felizes, antes da invenção do comércio, nós andávamos de mãos dadas pelo deserto e eu lhe beijava o olho - que reluzia, em beleza, por causa do véu. Quando éramos saudáveis, antes do descobrimento do petróleo, eu o levava, pequenino, pra jogar bola todos os dias no final da tarde.
Hoje lavo minhas mãos com barro, me ajoelho em direção a Meca e faço minhas preces em silêncio. E digo ao pequeno Salim que a mãe dele virou estrela, e que é também por isso que lhe ensino a jogar pedra em helicóptero.