Oi?

Enfim,
nu,
como vim.

Paulo Leminski

14 janeiro 2006

Rogando praga

Senhores degustadores de vinho de Bordeuax;
você que aprecia a alta gastronomia,
o cinema de vanguarda, o novo rock inglês
e os filósofos existencialistas.

Carríssimos freqüentadores de galerias de arte;
você que vai ao teatro,
você que vai ao café mais badalado do momento
pra compartilhar da presença dos notáveis.

Senhores antenados,
politicamente corretos,
discretos e elegantes
tenazes em suas análises
da atual conjuntura política.

Matilha de veados,
que vocês morram enforcados
com seus próprios cachecóis.

11 janeiro 2006

Da ligação entre as coisas

O Cobrador assiste televisão pra aumentar o ódio, o Dalai Lama nem sabe o que é isso. Por isso foi expulso do Tibet, se fosse o Cobrador não o teria sido. O Cobrador sabe que quando não se tem dinheiro é bom ter músculos, pro Dalai Lama basta uma cuia de arroz e meia horinha de meditação. Aposto que ele não tem televisão e que se tivesse não se irritaria com ela.
Cândido achava tudo muito bonito até que viu um monte de desgraça e decidiu trabalhar a terra, Severino era feio, sempre soube que tudo era feio e no final teve direito a um lote sete palmos abaixo da superfície. Cândido não virou Severino, talvez por ser europeu, e nem morreu no fim. Severino nasceu Severino, foi sempre assim e morreu assim, como Gabriela.
O Estrangeiro matou um árabe por causa do calor, mas ele não era judeu. Judeu era Einstein, um dos culpados por Hiroshima. Se em Hiroshima fizesse calor teria sido O Estrangeiro um piloto de avião? Se os Estados Unidos tivessem perdido a Guerra Fria Einstein seria o 'homem mais inteligente de todos os tempos'? O Estrangeiro era guiado pelo sono, e isso, pra mim, o absolve. O mesmo não posso dizer do outro, apesar do ar bonachão.
Harry Potter está para Monteiro Lobato assim como a Bíblia está para Paulo Coelho. Que me perdoem os nacionalistas, mas enquanto a Cuca - prima do Saci - vive numa caverna assustando os outros só porque é feia, enquanto Pedrinho pega manga no pé e Tia Nastácia faz doce de marmelo, Harry Potter, Dumbledore, Rony e Hermione colocam a vida em risco na luta contra Aquele-que-não-deve-ser-nomeado.
Sílvio Santos foi paraquedista em mil novescentos e guaraná-de-rolha, já Galdalf caiu - sem querer - quando o monstro quebrou a ponte e foi caindo até o mais fundo ponto da terra. Sílvio Santos resolveu passar a vida no fundo do poço, mas com o bolso cheio. Gandalf não só voltou das tripas do mundo como de lá foi ao pico mais alto, numa metáfora para sua evolução. E o Pelegrino Branco tinha cabelos brancos como Ariel Sharon, que cairia muito mais rápido graças à sua gordura e se esbagaçaria no chão. Mas isso não foi preciso porque Alá estourou umas veias de seu cérebro - de Herr Sharon - e ele virou um vegetal, e vegetal será - como o Visconde de Sabugosa - pelo resto dos dias que lhe sobram, caso infelizmente lhe sobre algum.
E foi essa notícia - do derrame que transformou um porco num alface - que fez com que o Cobrador, que assiste televisão apenas pra aumentar seu ódio, entendesse o significado de Boas Novas.